os velhos estádios de futebol

Opinião

O Governo de sócrates tem toda a legitimidade, a apenas três meses das legislativas, para decidir o futuro do país, para aprovar e fazer avançar projectos estruturantes. Pois tem. Nada na Constituição impede este ou qualquer outro governo de investir em comboios de alta velocidade, em aeroportos, em mais travessias do Tejo e parcerias público-privadas para hospitais. Basta que esteja em funções e que as decisões não extravasem as suas competências. Pode, mas deve? Deve, a pouco tempo de se submeter a novo escrutínio, assumir compromissos de vários milhares de milhões de euros que irão comprometer os orçamentos do Estado dos próximos anos? Nas actuais circunstâncias, a resposta é não. É o bom senso, tão útil nestas coisas da vida, que o impede, e não o resultado das eleições europeias deste domingo. Não existindo, nesta pasta das grandes obras, consenso entre PS e PSD, os dois partidos que se revezam na governação, é sensato que quem está no poder faça uma pausa neste tipo de decisões que comprometem a vida de gerações.

A história é tão importante para nos conhecermos. A campanha para as legislativas de 2002 foi marcada pela polémica dos estádios. Portugal candidatou-se ao Euro 2004, era primeiro-ministro António Guterres e ministro do Desporto José Sócrates. Ficou decidida a construção de sete novos estádios e a remodelação de outros três. Investiram-se centenas de milhões de euros. Durão Barroso, na oposição, tornou-se primeiro-ministro poucos meses depois. Herdou um problema grave de défice das contas públicas. Estádios de futebol incluídos. É história.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s